Universo Cinematográfico Marvel para crianças

No meio do mês de Julho comecei a fazer uma maratona dos filmes do MCU (Marvel Cinematic Universe, caso você ainda não sabia o que significava a sigla) junto com minha filha de 8 anos. E aqui vai minha impressão sobre essa experiência, agora que acabamos de terminar.

Antes de qualquer coisa é importante deixar bem claro que essa é uma experiência muito pessoal, que deve variar muito de caso em caso. Eu sou muito fã de cultura pop, minha esposa também não fica pra trás. Nesse contexto, nossa filha foi desde sempre criada rodeada de tudo que envolva filmes, séries, super-heróis, video games…

Logo, talvez na sua família pode não funcionar assim. E vale ressaltar também que essa não foi nem de longe a primeira experiência dela com filmes de super-heróis. Mas ela nunca tinha assistido a todos os 22 do MCU, muito menos em ordem. E por fim, todos sabemos que os filmes têm classificação indicativa e a maioria é indicada para maiores de 12 anos (alguns 10), porém, cabe aos pais decidirem a que querem expor seus filhos.

A princípio ela não estava assim tão empolgada com os filmes. Não com a maratona, ela queria mesmo passar esse tempo com a família reunida vendo filmes, especialmente comigo, já que a mãe não quis ver novamente todos os filmes, apenas os que ela mais gosta.

Homem-Ferro e Hulk, por exemplo, os dois primeiros filmes (ambos de 2008) não são filmes muito kid-friendly. Eles são bons filmes de ação, com roteiros consistentes e que agradam adultos no geral, mesmo os que não são fãs de super-heróis. Mas não são tão divertidos para crianças. Mesmo Tony Stark sendo muito piadista, nem sempre as referências são pegas pelos menores (dado seu ainda limitado conhecimento de mundo). Além do mais, nem todas as piadas são exatamente adequadas para crianças.

Assim sendo, uma das observações mais contundentes a respeito de se fazer essa maratona com uma criança dessa idade, é que haverá momentos em que a criança não vai entender por que o adulto está rindo e até mesmo poderá haver pequenos constrangimentos. Minha filha, por exemplo, não fica muito confortável assistindo cenas de beijo, e praticamente todo filme tem pelo menos uma.

Outro ponto que pega é a violência. É claro que nenhum filme mostra nada mais gráfico, chocante. Não há sangue jorrando (pelo menos que eu me lembre). Mas mesmo assim, todos os filmes tem muita gente morrendo, tomando tiro, sendo surrado. Alguns deles tem muito mais isso do que outros, especialmente os do Capitão América (o primeiro se passa na Segunda Guerra Mundial, por exemplo…)

Falando em Capitão, pra mim, essa é a melhor trilogia de personagens individuais dentro do MCU. O segundo filme, Soldado Invernal, está na minha lista de melhores filmes de super-heróis ever. E é excelente para adultos, em especial aqueles que curtem filmes com boas e impactantes cenas de ação, espionagem, lutas bem coreografadas… Filmes no estilo 007, Jason Bourne, Missão Impossível e por aí vai.

Porém crianças podem perder a atenção neles. Talvez no terceiro, Guerra Civil, especialmente no momento em que os times Cap/Stark se enfrentam, o que é muito divertido, elas curtam mais.

Os filmes que a Alice mais curtiu foram os da equipe unida (Os Vingadores, Era de Ultron, Guerra Infinita e Ultimato), além dos dois filmes dos Guardiões da Galáxia e do Homem-Aranha. Thor Ragnarok e o primeiro Home-Formiga também.

Os que trazem a equipe reunida são sempre divertidos e com um bom ritmo, além das ótimas cenas que envolvem todos heróis. Além do mais, é neles que entra em cena o maior diferencial dos filmes do MCU: a interconectividade. Ver o Hulk participando de um filme do Thor, a Viúva Negra junto com o Capitão e daí por diante, é realmente muito legal.

Já os Guardiões são os mais zoeiros, é muita piada o tempo todo. E, novamente, por mais que algumas delas não devam ser completamente compreendidas pelos pequenos, há muita piada visual, daquelas que não é exatamente algo que alguém disse, mas uma situação engraçada. Fora que a trilha sonora é excelente pra todos, mesmo que não sejam ‘nerds’ ou com gostos peculiares como aqui em casa.

Mas se eu tivesse que dizer quais filmes que ela achou mais divertidos foram mesmo os do Aranha. O personagem foi feito para agradar crianças e adolescentes e essa versão do MCU é o mais puro e que executa melhor essa função (chorem haters!). A escolha de fazer uma versão mais jovem de Peter, enfrentando problemas de adolescente enquanto tem que aprender a ser um herói e sua conexão com o Stark (sua figura paterna nessa versão) faz com que todas as crianças (e provavelmente pré-adolescentes) se identifiquem muito. E como o Aranha sempre foi muito piadista e se envolve em situações difíceis e hilárias (muitas vezes ao mesmo tempo), não há como não fazê-los se conectar.

Uma outra coisa muito importante é a relevância da Capitã Marvel para uma pequena menina que curte super-heróis. Ainda não publiquei aqui, mas logo logo sai um texto sobre isso em particular. Mas não há dúvida que um filme em que uma mulher extremamente poderosa é a protagonista seja fundamental para as meninas. Posso falar com a propriedade de quem está vendo essa influência aqui em casa.

Esses dois últimos parágrafos servem para mostrar para o nerd mediano, aquele que ama odiar quando fazem algo fora do padrão que ele está acostumado ou quando fazem algo que não é o que ele idealizou, o quão errado ele está. Esses filmes são para outro público alvo. É claro, é showbiz, ninguém faz isso só pelo bem da humanidade, eles querem o dinheiro que os pais gastarão nos cinemas, nos brinquedos, no merchandising em geral. Mas o resultado positivo na auto-estima das crianças e no conhecimento de mundo deles é o mais importante pra quem está no lado de cá.

Não podemos esquecer dos filmes que encerram essa primeira grande etapa do MCU. Guerra Infinita e Ultimato são filmes absolutamente grandiosos em diversos sentidos. Eles mostram que até super-heróis podem perder. Eles ensinam sobre perda (morte mesmo) e sobre derrota. E fazem isso de uma forma muito impactante e delicada ao mesmo tempo. Fora que nós adultos nos emocionamos muito em diversos momentos. São filmes incríveis para todos, crianças e adultos, nerds ou não.

No final, foi uma experiência muito gostosa assistir a todos esses filmes com minha filha (e rever alguns com minha esposa também). Além desse tempo pai/filha/família, pra um pai nerd e ainda mais de menina, isso é muito gratificante. Eu recomendo a todos pais que tentem uma experiência assim.

Lembrando que é preciso ficar atento ao que é mostrado nos filmes e que seu filho/filha pode ser mais sensível a algumas coisas que outras e que talvez não consiga ficar preso/atento tanto tempo. É recomendável, sempre que possível, dividir um filme ao meio, assistindo uma parte num dia e outra no outro, ou pelo menos uma parte na manhã e outra na noite.

Agora minha ideia é fazer uma maratona Star Wars (ela já assistiu aos 3 últimos inteiros). Ela já havia feito uma de Harry Potter. Todas essas são franquias que ela curte. Talvez depois de SW façamos uma DC. Vou falando com vocês por aqui e nos nossos Instagram a respeito delas.

E vocês, já fizeram alguma maratona de filmes com crianças? Como foi? Se não, qual faria?

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.